Integração via CSV

O Salescope Integrador pode ler um arquivo CSV e importar os resultados para um banco de dados próprio.

Para isso, você deve criar um arquivo CSV com os dados de seu ERP em um formato pré-determinado.

Este manual irá lhe auxiliar na criação deste arquivo.

Layout CSV

Seu arquivo CSV deve conter os dados de acordo com a tabela abaixo. Cada linha representa um item de nota ou item de pedido. As colunas não utilizadas devem ser enviadas em branco.

Descrição Tamanho máximo Obrigatório Coluna
Número do pedido ou NF 50 Sim 1
Filial emissora do pedido 50 2
Estado do cliente 2 Sim 3
Cidade do cliente 50 Sim 4
Região de vendas
(ou outro dado da nota ou cliente)
50 5
Gerente de vendas
(ou outro dado da nota ou cliente)
50 6
Representante
(ou outro dado da nota ou cliente)
50 7
Canal de distribuição
(ou outro dado da nota ou cliente)
50 8
Segmento de mercado
(ou outro dado da nota ou cliente)
50 9
Marca ou fornecedor
(ou outro dado do produto)
50 10
Linha de produto
(ou outro dado do produto)
50 11
Grupo de produto
(ou outro dado do produto)
50 12
Subgrupo de produto
(ou outro dado do produto)
50 13
Produto (código ou nome) 50 14
Cliente (razão ou nome fantasia) 100 Sim 15
Campo complementar
(referente à nota ou cliente)
50 16
Dia de emissão da nota ou pedido 2 Sim 17
Mês de emissão da nota ou pedido 2 Sim 18
Ano de emissão da nota ou pedido 4 Sim 19
Valor total do item (*1)
(multiplicada pela quantidade)
Campo numérico Sim 20
Rentabilidade total do item (*1)
(multiplicada pela quantidade)
Campo numérico 21
Quantidade total (*1) Campo numérico Sim 22
Litros (*1) Campo numérico 23
Quilos (*1) Campo numérico 24
Metros (*1) Campo numérico 25
CNPJ (8 primeiros dígitos) (*2)
8 Sim 26
CNPJ (4 dígitos após a barra) (*2) 4 Sim 27
Endereço (*3) 150 28
CEP 9 29
Telefone 100 30
Email 100 31
Observações adicionais do cliente 500 32

 

Observações:

(*1) – Casas decimais devem ser separadas por vírgula;
(*2) – Os campos de CNPJ não devem conter pontos, traços ou barras.
(*2) – Caso o cliente não possua CNPJ, você pode preencher a primeira parte do CNPJ com um código interno do cliente, e deixar a segunda parte do CNPJ em branco.
(*3) – O campo de endereço, além de servir para consulta, também é utilizado para a geolocalização do cliente no Google Maps. Informações completas como nome da rua e número corretos resultam em uma localização mais precisa.

Você pode consultar um arquivo CSV de exemplo baixando o arquivo abaixo:

Lembre-se de automatizar a geração de seu arquivo CSV antes de avançar para o próximo artigo. O arquivo deve ser gerado automaticamente sempre com o mesmo nome, e na mesma pasta.

Validando o arquivo de dados

Compartilhe